Categoria: Saude

Alimentação saudável

Alimentação saudável

Maneiras simples de planejar, aproveitar e manter uma dieta saudável
O alimento saudável para a família ao ar livre A alimentação saudável não se refere a limitações alimentares rigorosas, à permanência irreal e à privação dos alimentos que você ama. Em vez disso, é sobre se sentir bem, ter mais energia, melhorar sua saúde e melhorar seu humor. Se você se sentir sobrecarregado por todos os conselhos de nutrição e dieta conflitantes, você não está sozinho. Parece que para cada especialista que lhe diz que determinada comida é boa para você, você encontrará outro dizendo exatamente o contrário. Mas, usando essas dicas simples, você pode acabar com a confusão e aprender como criar – e manter – uma dieta saborosa, variada e nutritiva que é tão boa para a sua mente quanto para o seu corpo.
o que é uma dieta saudavel?
Comer uma dieta saudável não precisa ser excessivamente complicado. Embora alguns alimentos ou nutrientes específicos tenham demonstrado um efeito benéfico sobre o humor, é o seu padrão alimentar geral que é mais importante. A pedra angular de um padrão alimentar saudável deve ser substituir alimentos processados ​​por alimentos reais sempre que possível. Comer comida que é o mais próximo possível da forma como a natureza a fez pode fazer uma enorme diferença na maneira como você pensa, olha e sente.

A pirâmide de alimentação saudável
Pirâmide alimentar saudável
A pirâmide alimentar saudável de Harvard representa a mais recente ciência nutricional. A parte mais larga na parte inferior é para coisas que são mais importantes. Os alimentos no topo estreito são aqueles que devem ser consumidos com moderação, se for o caso.

Os fundamentos da alimentação saudável
Enquanto algumas dietas extremas podem sugerir o contrário, todos nós precisamos de um equilíbrio de proteínas, gorduras, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais em nossas dietas para sustentar um corpo saudável. Você não precisa eliminar determinadas categorias de alimentos da sua dieta, mas sim selecionar as opções mais saudáveis ​​de cada categoria.

A proteína lhe dá a energia para se levantar e ir – e continuar – ao mesmo tempo em que suporta o humor e a função cognitiva. Muita proteína pode ser prejudicial para pessoas com doença renal, mas as pesquisas mais recentes sugerem que muitos de nós precisamos de mais proteína de alta qualidade, especialmente à medida que envelhecemos. Isso não significa que você tenha que comer mais produtos de origem animal – uma variedade de fontes de proteína à base de plantas a cada dia pode garantir que seu corpo receba toda a proteína essencial de que precisa. Saber mais ‘

Gordura. Nem toda gordura é igual. Enquanto gorduras ruins podem arruinar sua dieta e aumentar o risco de certas doenças, gorduras boas protegem seu cérebro e coração. De fato, gorduras saudáveis ​​- como ômega-3 – são vitais para sua saúde física e emocional. Incluir mais gordura saudável em sua dieta pode ajudar a melhorar seu humor, aumentar seu bem-estar e até mesmo cortar sua cintura. Saber mais ‘

Fibra. Comer alimentos ricos em fibras dietéticas (grãos, frutas, verduras, nozes e feijões) pode ajudá-lo a se manter regular e diminuir o risco de doenças cardíacas, derrame e diabetes. Também pode melhorar a sua pele e até ajudá-lo a perder peso. Saber mais ‘

Cálcio. Além de levar à osteoporose, não obter cálcio suficiente em sua dieta também pode contribuir para a ansiedade, a depressão e as dificuldades do sono. Seja qual for sua idade ou sexo, é vital incluir alimentos ricos em cálcio em sua dieta, limitar os que destroem o cálcio e obter magnésio e vitaminas D e K suficientes para ajudar o cálcio a fazer o seu trabalho. Saber mais ‘

Os carboidratos são uma das principais fontes de energia do seu corpo. Mas a maioria deve vir de carboidratos complexos e não refinados (vegetais, grãos integrais, frutas), em vez de açúcares e carboidratos refinados. Cortar o pão branco, os pastéis, o amido e o açúcar pode prevenir picos rápidos de açúcar no sangue, flutuações de humor e energia e um acúmulo de gordura, especialmente em torno da cintura. Saber mais ‘

Fazendo a mudança para uma dieta saudável
Mudar para uma dieta saudável não precisa ser uma proposta de tudo ou nada. Você não precisa ser perfeito, você não precisa eliminar completamente os alimentos de que gosta e não precisa mudar tudo de uma só vez – isso geralmente só leva a trapacear ou desistir do seu novo plano alimentar.

Uma abordagem melhor é fazer algumas pequenas alterações de cada vez. Mantendo seus objetivos modestos pode ajudá-lo a alcançar mais a longo prazo sem se sentir privado ou sobrecarregado por uma grande reforma da dieta. Pense em planejar uma dieta saudável como uma série de pequenos passos gerenciáveis ​​- como adicionar uma salada à sua dieta uma vez por dia. À medida que suas pequenas mudanças se tornam hábitos, você pode continuar adicionando mais opções saudáveis.

Leia também: White Max funciona

Preparando-se para o sucesso
Para se preparar para o sucesso, tente manter as coisas simples. Comer uma dieta mais saudável não precisa ser complicado. Em vez de se preocupar excessivamente com a contagem de calorias, por exemplo, pense em sua dieta em termos de cor, variedade e frescor. Concentre-se em evitar alimentos embalados e processados ​​e optar por ingredientes mais frescos sempre que possível.

Prepare mais das suas próprias refeições. Cozinhar mais refeições em casa pode ajudar você a cuidar do que está comendo e monitorar melhor o que acontece na sua comida. Você vai comer menos calorias e evitar o anúncio químico

Cólica menstrual: dicas e tratamentos para aliviar a dor

Cólica menstrual: dicas e tratamentos para aliviar a dor

A menstruação se aproxima e, com ela, para muitas mulheres, um doloroso tormento – mas há remédio para isso

São poucas as felizardas que passam pelo período menstrual ilesas, isto é, sem dor nenhuma. Para a grande maioria, a fase é um suplício. Entre 70 e 90% das mulheres sofrem de dismenorréia, a popular cólica. “Para metade das que se queixam de dor, a sensação é tão forte que chega a ser incapacitante, impedindo que consigam trabalhar ou estudar direito”, revela o ginecologista César Eduardo Fernandes, da Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André, na Grande São Paulo.

As principais vítimas, segundo Fernandes, são as adolescentes por volta dos 13 anos. Essa é a época em que os ovários amadurecem e estreiam em sua função de liberar um óvulo por mês. “A maior parte dos episódios de dor tem origem primária, ou seja, é decorrente do ciclo normal, e não de uma alteração orgânica extraordinária”, explica o ginecologista Jorge Souen, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Veja também

Leia também: Atroveran

APRESENTADO POR ABRIL ASSINATURAS
SAÚDE promove hábitos e atitudes saudáveis para você ter uma melhor qualidade de vida. Assine já.
O tratamento convencional, com antiespasmódicos, anti-inflamatórios ou até mesmo anticoncepcionais, costuma dar conta do recado. Só que, em geral, não tão rapidamente quanto desejariam as mulheres que mensalmente se contorcem em contrações pélvicas nada agradáveis.

O laboratório Boehringer Ingelheim lançou um remédio em cápsula- gel à base de ibuprofeno, um antiinflamatório não-hormonal indicado para aliviar a situação. A vantagem? “Ele age com velocidade, como se fosse um medicamento líquido, mas tem a praticidade de uma cápsula”, resume Ricardo Amorim, gerente de grupo de produtos da linha gastrointestinal da empresa. “O comprimido comum leva cerca de duas horas para atingir seu efeito pleno, enquanto a nova fórmula começa a ser absorvida em 20 minutos e leva no máximo uma hora para eliminar de vez o desconforto”, garante.

Como acabar com a cólica menstrual

As cólicas menstruais são bastante desconfortáveis e podem, até mesmo, interferir na realização das atividades diárias da mulher. Assim, para acabar com as cólicas menstruais, as mulheres podem adotar algumas opções de tratamento, como o uso de remédios, como Ponstan ou Buscopan, por exemplo. É importante que o uso de medicamentos seja indicado pelo ginecologista de acordo com a intensidade da dor.

Outras opções para aliviar as cólicas são o consumo de chás que são capazes de diminuir os espasmos musculares abdominais e uterinos, como o chá de folha de mangueira e o chá de lavanda, por exemplo, além de massagens na região abdominal e compressa de água morna sobre o local da dor quando estiver deitada.

Caso as cólicas menstruais forem muito intensas e surjam outros sintomas associados como enxaqueca, tontura ou náusea, por exemplo, é importante procurar um ginecologista para que seja indicado o melhor tratamento.

Remédios para cólica

A cólica pode ser combatida com o uso de alguns medicamentos, como anti-inflamatórios não esteroides, analgésicos, anti-espasmódicos e anticoncepcionais, por exemplo. É importante que o consumo de medicamentos para cólica seja feito sob orientação do ginecologista, pois o médico poderá indicar o melhor remédio de acordo com a intensidade da dor. Veja quais são os remédios para cólica.

Leia também: como parar a Cólica menstrual

Tratamento natural

O tratamento natural para aliviar as cólicas menstruais pode ser feito com chás que possuem propriedades analgésicas e anti-espasmódicas, evitando a contração da musculatura uterina e, assim evitando as dores. Algumas opções de chás que podem ser utilizados para aliviar as cólicas menstruais são o chá de lavanda, chá de orégano e o chá de folhas de mangueira, por exemplo.

Para fazer o chá das folhas de mangueira, basta colocar 20g de folhas em 1 litro de água fervente e deixar por mais ou menos 10 minutos. Em seguida coar e beber pelo menos 4 vezes por dia nos 2 dias que antecedem a menstruação e no primeiro dia da menstruação. Conheça outras opções de remédios caseiros para cólicas menstruais.

Soluções caseiras

Uma alternativa para os chás, é a realização de massagens para aliviar as cólicas, pois ajudam a diminuir os espasmos abdominais, reduzindo a dor. Essa massagem pode ser feita pela própria mulher, podendo ser feita várias vezes ao longo do dia. É indicado que seja utilizado um óleo aquecido ou creme hidratante para fazer a massagem. Veja como fazer a massagem para cólicas menstruais.

Outra forma de aliviar a cólica é colocando uma compressa de água morna sobre o ventre quando estiver deitada, pois ajuda a aliviar as dores. Além disso, é importante ter atenção à alimentação, pois alguns alimentos e bebidas podem aumentar as dores, como por exemplo café, chocolate, refrigerantes e bebidas alcoólicas.